Qual a diferença entre um próton e um nêutron?

0

A resolução da existência da diferença entre um próton e um nêutron foi resultado de muitos anos de pesquisa, tanto para descobrir as partículas quanto observar a diferença de seus comportamentos no átomo.

Ainda assim, apesar de cientificamente estabelecida, muitas pessoas ainda se perdem na diferença entre um próton e um nêutron. Pensando nisso, preparamos este artigo para deixar os conceitos bem claros e mostrar a importância dessas descobertas para a ciência!

Qual a real diferença entre um próton e um nêutron?

Para falar da diferença entre um próton e um nêutron, precisamos definir cada um desses termos. O próton é o nome dado à partícula de carga positiva do átomo, enquanto os nêutrons são os que possuem carga 0, por isso o nome. 

As suas diferenças de carga, no entanto, não impedem que as duas partículas tenham uma proximidade muito grande, como iremos ver mais adiante.

Fonte/Reprodução: original.

Aliás, cabe falar algo interessante sobre os prótons. Essa partícula subatômica foi identificada pela primeira vez por Ernest Rutherford em 1911 com seu famoso experimento da folha de ouro. 

Apesar de sua importância, ele não havia descoberto as partículas neutras, mas o cientista já sugeria que elas podiam existir, como foi comprovado posteriormente. 

Como um núcleo de um átomo funciona?

Com a diferença entre um próton e um nêutron bem clara, vamos partir direto para o funcionamento de um núcleo atômico. 

Basicamente, as duas partículas subatômicas se concentram lá e ambas representam a maior parte da massa do átomo. Conclui-se, portanto, que o núcleo atômico tem como principal função a de manter a estabilidade e comportar informações importantes do átomo.

Em 1932 chegaria James Chadwick, que através dos seus experimentos conseguiria provar a existência do nêutrons através de uma das afirmações do Rutheford, que dizia que um próton e um nêutron deveria ter o mesmo número de massa, o que foi evidenciado em seus cálculos. A descoberta lhe rendeu o Nobel de química em 1935.

Por que um é mais positivo que o outro?

A diferença entre um próton e um nêutron quanto ao valor de carga se dá justamente para proporcionar uma maior estabilidade ao átomo. Enquanto os elétrons — que possuem carga negativa — rodeiam o núcleo atômico, o núcleo positivo tem uma grande força repulsiva entre os prótons, que o formam justamente por serem cargas de mesmo sinal.

Fonte/Reprodução: original.

Por isso, os nêutrons são artifícios naturais para estabilizar esses efeitos repulsivos e tentar ao máximo manter o átomo estável. Em resumo, a natureza possui cada detalhe para manter a existência da matéria no universo.

Qual a diferença no tamanho entre um próton e um nêutron?

Uma diferença entre um próton e um nêutron que se comenta bastante é justamente no seu tamanho. Como falamos no experimento de James Chadwick, as diferenças entre as massas do próton e do nêutron são tão pequenas que os cientistas as consideram como iguais.

Inclusive, um comentário que vale se ressaltar é justamente da gigantesca diferença entre a massa de um próton, que é quase 2 mil vezes maior do que a de um elétron e, por isso, costuma-se considerar a massa deste último como desprezível.

Esperamos que a diferença entre um próton e um nêutron esteja muito bem estabelecida e que agora você saiba como essa descoberta foi importante para a ciência. Se você achou o post útil, não deixe de compartilhar com os seus amigos!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy